FDA aprova novo tratamento para pacientes com tumor estromal gastrointestinal (GIST)

O Food and Drug Administration (FDA),agência federal regulatória americana, aprovou o remédio Ayvakit (avaprotinib) para o tratamento de pacientes com tumor estromal gastrointestinal (GIST) metástatico e que tenham mutação no exon 18 do gene PDGFRA. Essa aprovação inclui pacientes com mutação PDGFRA D842V, que tipicamente não responde aos medicamentos previamente disponíveis no mercado.

O avapritinib é um inibidor de tirosina-quinase, que bloqueia a ação de enzimas chamadas KIT e PDGFRA, e assim controla o crescimento das células do câncer. A aprovação foi baseada em resultados de um estudo clínico com 43 pacientes portadores de GIST metástatico ou irresecável e mutação do exon 18 do gene PDGFRA. Foi observada a diminuição do tamanho dos tumores em 84% dos pacientes, sendo que em 7% os tumores atingiram uma resposta completa – o que significa que não era mais possível visualizar áreas de câncer ativo. Também de maneira promissora, o resultado se manteve por um período longo de tempo, sendo que 31% dos pacientes ainda estavam recebendo o remédio e tendo controle do câncer no momento em que o estudo foi finalizado.

Esse novo medicamento será uma importante alternativa no tratamento desses pacientes, uma vez que os tumores com essa mutação específica são, de forma geral, refratários aos tratamentos disponíveis até esse momento.

O GIST é um tumor raro, do grupo dos sarcomas, que normalmente acomete o estômago ou intestino delgado. Esse tumor se origina de células neurais especializadas presentes na parede do trato gastrointestinal, e na grande maioria dos casos apresenta mutação no gene KIT ou no gene PDGFRA.

Compartilhe

Publicado por: - Oncologista - CRM 170.446
O Dr. Roberto Pestana (CRM 170.446) é oncologista clínica do centro de oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein. Além disso, ele é médico do ambulatório de sarcomas do Hospital Municipal Vila Santa Catarina.